Moradores de Cruzeiro do Oeste (PR) precisam se mobilizar contra o mosquito da dengue

Moradores de Cruzeiro do Oeste (PR) precisam se mobilizar contra o mosquito da dengue

Cruzeiro do Oeste é uma das cidades que registra muitos casos de dengue no Paraná: desde agosto do ano passado quase 2,8 mil casos foram notificados e mais de 900 casos confirmados. Esse número significa que mais de 4% da população foi diagnosticada com a doença. O município tem quase 21 mil habitantes.

Por isso, a Prefeitura e a Secretaria Municipal de Saúde realizaram, entre os dias 3 e 10 de março, a pulverização de 150 litros de inseticida nos bairros da cidade. Agora, a prevenção continua por meio de atividades de rotina como mutirões de conscientização e de eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti.

O que acontece no município é um reflexo do surto de dengue que atinge o estado. O Paraná declarou epidemia de dengue e já confirmou mais de 76 mil casos da doença em 358 municípios.

O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, fala sobre os recursos empregados pela Secretaria no combate ao Aedes aegypti e sobre a participação da população nessa luta:

“Liberamos R$ 5 milhões para os municípios em epidemia e em alerta, para ajudar no manejo clínico dos serviços de saúde dos municípios. O governador já tinha decretado estado de alerta. Nós continuamos seguindo o dia-a-dia e, infelizmente, passamos por esse momento. A notícia que queremos dar é que a proliferação do mosquito pode diminuir se nós conseguirmos reduzir os focos do mosquito Aedes aegypti. Por isso a necessidade de insistir, de falar, de reiterar que precisamos estar todos juntos nessa luta.”

Cruzeiro do Oeste apresenta incidência de 3,5 mil casos a cada 100 mil habitantes O índice é considerado alto quando são registrados mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes. Ao todo, 162 municípios paranaenses apresentam alto índice de dengue. Outros 34 municípios do estado apresentam índice médio de infecção.

Deixe seu Comentário