Perícias do IML Umuarama estão mantidas, porém, pode haver adiamentos

Perícias do IML Umuarama estão mantidas, porém, pode haver adiamentos

 

MATERIA RETIRADA DO SITE  O Bemdito

Na manhã desta terça-feira (30) foi realizada em Umuarama a Operação Calejado da Polícia Civil do Paraná contra um grupo criminoso acusado de fraudar o seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). O esquema teria desviado mais de R$ 1 milhão em Umuarama e envolve o Instituto Médico Legal (IML), um hospital da cidade, um escritório de assessoria do DPVAT e algumas das vítimas.

No IML local foram presas três pessoas. Com isso, OBemdito buscou informações sobre como será o funcionamento da unidade nos próximos dias. Um funcionário do IML disse que por enquanto os atendimentos estão mantidos regularmente. No entanto, pode haver andiamentos de perícias a partir de amanhã. O fato dependerá de orientação do comando da operação, ou seja, da Polícia Civil de Curitiba.

Não há informações de quantos atendimentos (exames clínicos, perícias, corpo-delito, entre outros) estavam previstos, pois a agenda de anotações foi apreendida. Casos de mortes por crimes ou acidentes, ou outras ocorrências urgentes que necessitem do IML, continuarão sendo atendidos.

Dois médicos que atuam no IML local foram chamados para testemunhar – e por isso não podem atender enquanto houver investigação. Outro médico está a serviço do estado em Curitiba. E um quatro médico ainda deve ser comunicado oficialmente para fazer as perícias. Há expectativa de que outros profissionais sejam designados para prestar atendimento local enquanto a investigação não é concluída.

Nas próximas horas pode haver novas informações sobre os atendimentos.

Deixe seu Comentário