Mais da metade do público-alvo não tomou a vacina contra gripe

Mais da metade do público-alvo não tomou a vacina contra gripe

O Paraná vacinou 1.575.906 pessoas contra a gripe no sábado (4), no Dia D da campanha nacional. O balanço ainda é preliminar. Com este total, o Estado atinge hoje 47,1% do público-alvo previsto para a imunização. A campanha segue até o dia 31 de maio, nas unidades de saúde da rede pública, com a aplicação das doses de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

O balanço antecipado mostra que entre a população prioritária, as puérperas registram até agora a maior cobertura vacinal, com 72,1 % do público imunizado. Na sequência estão os indígenas, com 71,2 %, idosos com 57,9%, gestantes com 52,4% e crianças com 50,3%.

O grupo prioritário definido pela Organização Mundial da Saúde é composto por pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, mães de bebês nascidos há até 45 dias, crianças entre 6 meses e 5 anos, pessoas com doenças crônicas ou outras condições clínicas especiais (que apresentem prescrição médica), professores, trabalhadores da saúde, população privada de liberdade, indígenas, funcionários do sistema prisional e profissionais das forças de segurança.

“Quem faz parte dos grupos não deve esperar as últimas semanas para se vacinar, pois o agente imunizante leva em torno de dez dias para começar a agir no organismo”, afirmou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, que é médico e participou da ação de vacinação no Dia D, na 16ª Regional de Saúde de Apucarana. Segundo ele, a vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença e até a morte. “Ao receber a dose o cidadão está se protegendo e protegendo o próximo”, acrescentou.

RECOMENDAÇÕES - Além da vacina, a enfermeira da Vigilância do programa de Imunização da Secretaria da Saúde, Vera Rita da Maia, recomenda como medidas preventivas a higienização frequentemente das mãos, evitar aglomerações e não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e garrafas. “São cuidados que ajudam contra a proliferação do vírus”, afirma Vera Maia.

Neste ano o Paraná já registrou 25 casos de Influenza, com 9 mortes.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Deixe seu Comentário