Reforma agrária será mantida, diz novo presidente do Incra

Reforma agrária será mantida, diz novo presidente do Incra

O novo presidente do  Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), o general da reserva Jesus Corrêa, 64 anos, afirmou ao Poder360 que a reforma agrária será mantida durante sua gestão. “Isso aí não vai ser paralisado não”. 

Corrêa afirmou que adotará “medidas corretivas” no órgão. Disse que seguirá as diretrizes estabelecidas pelo presidente Jair Bolsonaro, de ações por critérios técnicos, e não político-partidários.

“A gente buscará otimizar todos os processos que existem dentro do Incra e valorizar o seu pessoal. E fazer o melhor possível dentro do que é esperado”, afirmou Jesus Corrêa, nomeado para o órgão na última 6ª feira.

No entanto, há 1 receio do setor quanto à velocidade da desapropriação de terras.

Segundo dados do próprio Incra, a reforma agrária perdeu força nos últimos anos, principalmente após o 2º governo Lula (2007-2011). Foram 136 mil famílias assentadas em 2006. Em 2017, último ano do governo de Michel Temer, 1.205.

 

Deixe seu Comentário