Bibliotecária muda hábitos, supera sedentarismo e vira influenciadora

Bibliotecária muda hábitos, supera sedentarismo e vira influenciadora

Lembra do personagem Paulo Cintura, da versão original da Escolinha do Professor Raimundo? Seu lema, 'saúde é o que interessa, o resto não tem pressa', é perfeito para definir a rotina de Márcia Mariah, 44.

Natural de Campo Grande (MS) e bibliotecária por profissão, ela reside atualmente em Umuarama e é a idealizadora do projeto Viva, voltado a incentivar as pessoas, principalmente mulheres acima dos 40 anos, a espantar o sedentarismo e adotar um cardápio seleto em prol da qualidade de vida.

Dona de um corpo escultural, Mariah considera gratificante compartilhar a própria experiência. "Conheci a musculação há oito anos. Fui em busca de qualidade de vida, já que minha genética sempre foi favorável. Minha alimentação não é extremamente regrada, porém, me habituei a comer coisas saudáveis", explica.

"Amo treinar, entender meu corpo, o que realmente funciona. Costumo dizer que sou aspirante a fitness", brinca. "Gosto de dizer, em especial para as mulheres com mais de 40 anos, que nunca é tarde para começar. Também estou no início. Vamos colocar em prática aquelas mudanças há muito almejadas em nossa rotina. A palavra chave do sucesso é persistir. Vamos estabelecer metas e não perder o foco", realça.

Os filhos, demais familiares e amigos são grandes incentivadores. Mariah afirma que rigor não significa, necessariamente, sacrifício exacerbado e que sua opção foi responsável por uma mudança indescritível. "Buscar a plenitude, a felicidade, resume tudo. Está ao alcance de todos", diz.

Projeto Viva

"A ideia inicial é colocar o sedentarismo pra correr", resume Mariah sobre o projeto Viva.

As Atividades serão desenvolvidas pelo professor de educação física Márcio Ricardo, com seu auxílio. "A iniciativa busca fazer com que pessoas sedentárias se empolguem e optem pela prática frequente de exercícios, melhorando a saúde e a auto estima. O lema do projeto é 'seja sua melhor versão'.

"Pensamos o seguinte: ao deixar o sedentarismo, o risco de morte por doenças do coração é reduzido em 40%, e o projeto também visa o fortalecimento para os atletas de fim de semana. A atividade física exerce efeito positivo no convívio social, aumenta a expectativa de vida e diminui o stress", argumenta.

"Pensando nesses dados, desenvolvemos o Viva, sendo nosso público alvo mulheres acima de 40 anos. Porém, serão aceitos todos que queiram participar".

Os interessados podem entrar em contato com Márcia Mariah, pelo telefone (67) 99130-9788 e também pelo email m_barbosa@hotmail.com.

Siga o Instagram da influenciadora Márcia Mariah: @Márcia.mariah_

Deixe seu Comentário