Terrenos tomados pelo matagal e com acúmulo de detritos são vistoriados

Terrenos tomados pelo matagal e com acúmulo de detritos são vistoriados

O programa Bairro Saudável inicia nesta segunda-feira (28) a coleta de móveis velhos, eletrônicos, utensílios domésticos e resíduos que possam acumular água e favorecer a reprodução do mosquito da dengue. O primeiro bairro atendido será o parque Jabuticabeiras, que concentra a maior infestação por larvas do mosquito – encontradas em 13,8% dos imóveis durante o último Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (Liraa), realizado entre os dias 14 a 16 de janeiro. Mas as ações não envolvem apenas a limpeza dos quintais.

 

Nos últimos dias os moradores receberam a visita de agentes de combate a endemias (ACEs) que realizaram vistorias nos imóveis e distribuíram farto material informativo sobre medidas de prevenção e combate ao mosquito, cuidados com os escorpiões e destinação correta dos resíduos e do lixo orgânico. Além disso, a população foi convidada a participar do projeto Orquídeas, que permite eliminar acúmulos de água nos ocos e frestas de árvores.

No Jabuticabeiras, a coleta de eletrônicos será realizada em um posto fixo na frente da Unidade Básica de Saúde do bairro. As mesmas orientações e materiais já foram levados aos bairros Sete Alqueires, Nossa Senhora das Graças, Parque Industrial, Jardim Arco-Íris, Mutirão Alto da Glória, Jardim Viveiros, Pimentel e Belo Horizonte, e ainda à região do Centro de Saúde Escola – trechos das zonas 1 e 2, Jardim dos Príncipes, jardins Ibiza, Rotary, Vila Romana e Europa, Parque Presidente e Residencial Florença.

Outro trabalho importante vem sendo realizado pela equipe de fiscais do Código de Posturas do município, que está vistoriando e autuando proprietários de imóveis desocupados que estão tomados pelo matagal ou servindo de depósito de detritos. Eles lembram à população que o mato deve ser capinado com frequência ou, pelo menos, roçado, para evitar a proliferação de insetos e animais peçonhentos, e reforçam que é proibido atear fogo aos terrenos, folhas e lixo.

Nesta sexta-feira (25), os agentes comunitários de saúde orientaram a população sobre medidas de combate ao mosquito para evitar que a dengue volte a se tornar um problema – uma vez que, devido ao clima atual, as condições estão propícias para a proliferação do inseto, que necessita de calor e umidade para se reproduzir.

“A coleta de móveis velhos e materiais que acumulam água é o apoio do município para a comunidade manter seus imóveis limpos, sem recipientes que acumulem água, mas o cuidado com o quintal é uma responsabilidade de cada morador”, afirmou o prefeito Celso Pozzobom.

Cidade limpa

Segundo Pozzobom, Umuarama conta com um eficiente sistema de coleta de lixo orgânico, de materiais recicláveis e também de galhos e mato roçado nos canteiros e logradouros públicos.

“O Bairro Saudável é uma campanha esporádica. Fora dela, a destinação de entulhos, móveis velhos, eletrônicos e outros resíduos pesados é atribuição de cada morador e empresa, que deve transportar tudo para o aterro sanitário municipal. Evitem jogar lixo em canteiros, terrenos baldios ou beiras de estradas, pois esta prática tem causado muitos transtornos para a própria comunidade e trabalho extra para os servidores responsáveis pela limpeza da cidade”, completou o prefeito.

Jogar lixo em local inadequado atenta contra o Código de Posturas do município e é passível de multa. O Bairro Saudável conta com a participação de equipes de agentes comunitários de saúde, de combate a endemias, fiscais do Código de Postura, comitê de combate à dengue, servidores da área de Serviços Públicos, da diretoria do Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Comunicação e entidades parceiras. Serão 18 etapas, atendendo todas as regiões da cidade e também os distritos de Lovat, Serra dos Dourados e Santa Eliza.

Fonte: O bemdito.

Deixe seu Comentário