Funcionários de prefeitura são demitidos por vender combustível da frota

Funcionários de prefeitura são demitidos por vender combustível da frota

Dois envolvidos com o desvio de combustíveis da prefeitura de Cascavel, em 2017, foram exonerados do quadro de servidores em 16 de janeiro. 

A demissão dos servidores foi publicada no Diário Oficial da cidade. No documento consta que ambos estavam lotados na Secretaria de Serviços de Obras Públicas - um deles como auxiliar de serviços gerais e o outro como motorista.

De acordo com o município, o processo administrativo conduzido pela corregedoria constatou  desvio de conduta. Foram desviados onze galões de 20 litros de diesel e dezoito galões vazios.

"As medidas e ações de responsabilidade da administração municipal foram tomadas e já concluídas. Ainda existem procedimentos sendo realizados através de inquérito policial e agora caberá ao Judiciário a decisão sobre novas e possíveis punições aos envolvidos", diz nota emitida pelo Executivo.

Um programa de gestão recentemente implantado adotou o cartão combustível,onde servidores são cadastrados e autorizados a efetuarem o abastecimento na rede de postos conveniados, ampliando a fiscalização e o controle da utilização dos combustíveis pela frota municipal.

A investigação durou seis meses. Durante uma manhã, os agentes flagraram o crime no bairro 14 de Novembro. Os servidores levavam os caminhões até uma marcenaria, localizada na avenida das Torres, para que o combustível fosse retirado e revendido.

(Catve)

Deixe seu Comentário