Umuarama foi a 3ª cidade do Paraná em crescimento no setor de franquias

Umuarama foi a 3ª cidade do Paraná em crescimento no setor de franquias

Umuarama está entre as 10 cidades do Paraná com maior número de franquias, e entre os 30 municípios da região Sul do país que mais se destacam no setor. Em número de marcas, conforme a Associação Brasileira de Franchising (ABF), a Capital da Amizade registrou crescimento de 17% no primeiro semestre de 2018, em comparação com o mesmo período no ano passado, enquanto a evolução média nos Estados do Sul foi de 14,1%.

Dentro do grupo de 30 cidades da região Sul que registraram os maiores crescimentos no semestre, Umuarama desponta na 7ª posição – atrás apenas de Canoas (RS), que liderou o crescimento com 27%; Santa Maria (RS), com 25%; Santa Cruz do Sul (RS), 24%; Toledo (PR), 23%; Tubarão (SC), 20%; e Guarapuava (PR), com 19%. Considerando apenas as cidades paranaenses (de um total de 10 mencionadas no ranking da ABF), o crescimento de Umuarama (17%) fica atrás apenas de Toledo e Guarapuava – as demais cidades são Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa e São José dos Pinhais.

No volume global, o mercado do Sul do país ampliou o número de redes em 15%, chegando à operação de 787 marcas. Em Umuarama, o total de franqueadas em funcionamento aumentou de 54 para 63, no comparativo entre os primeiros semestres de 2017 e 2018. O balanço da ABF aponta que o mercado de franquias na região Sul faturou mais de R$ 12 bilhões no período, o que representa 15,9% do faturamento do mercado nacional de franquias (R$ 79,496 bilhões).

De janeiro a junho de 2018, o mercado nacional de franquias teve um crescimento nominal de 6,8% no faturamento, com destaque para os segmentos de alimentação (27,7%), saúde, beleza e bem-estar (17,6%) e serviços educacionais (13,1%) – setores que mais se destacaram nos Estados do Sul. O mercado sulista cresceu 15% em número de marcas em operação e 12% em número de unidades, registrando 14.609 pontos de venda (PDVs).

O prefeito Celso Pozzobom lembra que o crescimento notado por Umuarama se manteve apesar da instabilidade econômica do país, do recuo na oferta de empregos e dos efeitos das eleições. “Podemos concluir que a confiança na nossa economia se manteve e o mercado consumidor deu a resposta. Considerando as ótimas perspectivas futuras, com a conclusão do shopping e de grandes obras estruturais que vão reforçar o setor turístico, comercial e industrial atraindo os olhos de investidores, vislumbramos um ótimo momento e isso certamente atrairá ainda mais franquias para nossa cidade, gerando empregos e receita”, apontou o prefeito.

Para o secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Douglas Bácaro, é visível que o movimento do franchising se intensifica para o interior, chegando a cidades a partir dos 50 mil habitantes, “e Umuarama desfruta a condição de polo de uma região com dezenas de pequenos municípios cuja população vem buscar produtos e serviços em nossa cidade, seja na área educacional, médica e hospitalar, lazer e outras”, apontou.

Números

Ao final do primeiro semestre, Umuarama contava com 75 unidades de 63 diferentes redes de franquias em funcionamento. Cerca de 30% desse total (22) atuam na área de alimentação. Outros setores que despontam são saúde, beleza e bem-estar (16%), serviços educacionais (16%), e casa e construção (12%). A relação é completada com os setores de moda (8%), serviços e outros negócios (6,7%), serviços automotivos (5,3%), comunicação, informática e eletrônicos (4%), hotelaria e turismo e limpeza e conservação (1,3% em cada).

A ABF acredita numa estabilidade como tendência para o setor de franchising em 2018, com crescimento projetado entre 7 a 9%. “E em Umuarama estamos bem acima desta perspectiva e acredito que o segundo semestre também terá ótimos números. A Prefeitura tem facilitado a iniciativa empresarial, com a Casa do Empreendedor funcionando a pleno vapor, reduzindo prazos e burocracia, e isso tem feito muita diferença no desempenho da nossa economia. Os números da ABF e de outros setores comprovam essa evolução”, completou o secretário Douglas Bácaro.

Fonte: O Bemdito.

Deixe seu Comentário