Ameaça a padre por motivação política vira caso de polícia em Cianorte

Ameaça a padre por motivação política vira caso de polícia em Cianorte

O padre Ivanil Pereira da Silva, 57, foi ameaçado por um suposto eleitor de Jair Bolsonaro, em Cianorte, após comentários, durante a missa, sobre a importância da escolha do candidato e que os cristãos devem zelar pela vida.

O autor da ameaça gravou um áudio que foi compartilhado num grupo de WhatsApp com moradores da cidade. Na gravação, o homem ofende o padre várias vezes com palavrões e chega a falar que "nós temos que pegar esse cara aí e expulsar, expurgar do nosso convívio". 

O caso foi encaminhado ao Ministério Público. O promotor Sérgio Roberto Martins deve enviar a denúncia para a Polícia Civil abrir investigação, a fim de identificar o autor e como a corrente da mensagem começou.

Padre Ivanil recebeu o áudio de um amigo e, preocupado com o teor ofensivo, procurou o Ministério Público com uma cópia da gravação. Ele também buscou orientação na Polícia Militar. Quem tem alguma informação que possa ajudar na identicação deve ligar no telefone 190.

WhatsApp

O padre informou que suspeita quem seja o autor da ameaça. A mensagem gravada tem 3min34 de duração. Ela começa com o homem dizendo que é católico e “se envergonha disso”. Em seguida chama o padre Ivanil de "pilantra" porque o padre estaria falando mal de Jair Bolsonaro (PSL) e que não poderia ser considerado padre.

Entre as ofensas estão "bosta humana", "malandro", sem vergonha", "vagabundo", "desgraça dessa", "marginal", "alienado", entre outras mais agressivas. O homem também ofende até a igreja Santa Rita, onde o padre atua. O agressor ainda critica os petistas em relação à religião e passagens bíblicas. Fala de pesquisas de intenções de voto, de pedofilia na igreja, da riqueza do Vaticano e chama a população de Cianorte para dar um "basta nesse cara", repetindo ofensas e ameaças.

O autor da gravação questiona como os moradores cristãos aceitam o padre na cidade. O pároco acredita que comentários feitos por ele em missas podem ter motivado a ameaça. Ele mencionou que os cristãos devem zelar pela vida e não apoiar quem ameaça a vida de outra pessoa.

"Pode ter sido uma ingenuidade minha", disse, sem imaginar que seus comentários pudessem gerar uma reação ofensiva e ameaçadora. Padre Ivanil está na igreja católica há 28 anos e há cinco em Cianorte. Essa foi a primeira vez que recebeu uma ameaça. Após a divulgação do áudio, alguns amigos e fiéis se manifestaram nas redes sociais.

(O Diário)

Deixe seu Comentário