Senado argentino rejeita legalizar aborto no país

Senado argentino rejeita legalizar aborto no país

Após longa discussão, o Senado da Argentina rejeitou na madrugada desta quinta-feira (9) o projeto de lei que legalizaria o aborto no país. Aprovado em junho pela Câmara, ele foi recusado no Senado por 38 votos contra, 31 a favor e duas abstenções, após uma longa sessão.

O senador Carlos Menem, da Frente Justicialista Riojano, deixou o recinto pouco depois das 22 horas. Esperava-se que o senador, ex-presidente da Argentina, seria um dos que votaria contra o projeto.

 

Deixe seu Comentário