Polícia Civil descobre deposito de maconha enterrado em matagal

Polícia Civil descobre deposito de maconha enterrado em matagal

Denúncias anônimas fizeram com que a Polícia Civil desse início às investigações em busca da localização de um depósito de drogas. Na manhã desta terça-feira (29), os investigadores do Grupo de Diligências Especiais (GDE), comandados pelo delegado Fernando Ernandes Martins, descobriram o esconderijo.

Num matagal situado aos fundos da associação dos Funcionários do Banestado, às margens da rodovia que liga Umuarama à Xambrê, os policiais desenterraram pela manhã um barril.

Dentro dele estavam tabletes de maconha e fitas adesivas usadas para embalar o entorpecente. A droga estava pronta para ser comercializada.

O ‘esquema’ do tráfico funcionava da seguinte forma: O traficante principal recebia a encomenda, se dirigia até o esconderijo – que ficava no meio de uma mata aos fundos do loteamento – e apenas abria a tampa do barril, se apossando de determinada quantidade de maconha para ser entregue ao comprador noutro local.

O proprietário da droga não foi localizado, mas está sendo procurado pela polícia, que já tem suspeita de sua identidade.

“Nós recebemos informações de que este barril, que servia como deposito, estaria enterrado nesta mata. Os investigadores fizeram um monitoramento e buscas até que encontraram o local e fizeram a apreensão da droga”, explica o delegado Fernando Ernandes Martins.

A maconha pesou 13 quilos e meio e foi encaminhada à delegacia para posteriormente ser incinerada. OBEMDITO.

Deixe seu Comentário